loader from loading.io

É na infância que a febre pega, não importa o que seja, com certeza você já colecionou muitas coisas em sua vida.


São as famigeradas figurinhas, moda epidêmica em anos de Copa, que dominam as coleções. Mas são muitos os temas das autocolantes, para muito além do futebol, Mamonas Assassinas, Mortal Kombat e até Gigantes dos Ringues, são algumas das melhores ou piores coleções dos membros do BSC. Você também colecionou um álbum escroto?! Daqueles que você nunca completava, mas que te dava um ferro de passar de presente?


O BSC analisa as falhas e o servicinho do álbum da Copa Rússia 2018, será que a monopolista Panini não poderia fazer melhor? A gourmetização chegou às figurinhas, será que os pais marmanjos destroem essa brincadeira raiz?!
Algumas coleções ficaram na história, quem não se lembra das coleções da Coca-Cola, já teve ioiô, bolinhas, caminhãozinhos, e como esquecer os Minicraques Coca-Cola? E as infinitas coleções do Mc Donalds, você ainda come Mc Lanche Feliz, sério?! 


Tazos, a febre de uma geração que veio para enriquecer a indústria de salgadinhos. Como eram as coleções criativas, brincáveis e ostentáveis com muitos acessórios? O início do vício em jogos e o descontrole... Bater figurinhas, "bafo", Mega Tazos. Apostas inevitáveis podiam facilitar coleções ou ainda acabar com álbuns. E tem mais: Go go's, Kinder Ovos, fascículos da editora Planeta.


Adultos também colecionam, e não só de coleções planejadas se fazem as coleções. Alguns colecionam carros, outros galinhas, outros tampinhas de garrafa, e você? E mais: a coleção bizarra de Thiago Zap que é um estudo socioeconômico das pizzas paulistanas, e ainda: Marcão Nascimento coleciona bolachas, duvida?! Coisa de gordinho.